Modelação do terreno

O levantamento aéreo via drone - para produção de cartografia, topografia ou volumetria a diferentes escalas - é realizado a partir de LiDAR e/ou imagens georreferenciadas. O processo estéreo-fotogramétrico permite gerar a nuvem de pontos colorida com a altimetria do terreno (X, Y, Z, R, G, B), assim como o ortofoto e modelo digital de superfície.

Após edição cartográfica em ambiente 3D (marcação de pontos cotados e linhas de quebra), a superfície do terreno é modelada com o rigor e detalhe adequados à escala questão, e exportada como TIN, MESH ou raster (GeoTIFF). Esta superfície do terreno serve vários propósitos: identificação de elementos 3D (taludes, valas, eixos de via, limite de vias, tec.) cálculo de volumes, medição de áreas e distâncias, extração de curvas de nível e pontos cotados ao longo do terreno, assim como a definição da carta de declives e ensombramento, a hidrografia, as exposições ou a radiação solar incidente.

Também, é possível recorrer ao ortofoto para vectorizar os elementos presentes na área (ocupação de solo, árvores e respectiva altura, linhas de água, construções com cotas de beiral e cumeada, redes de distribuição (eléctrica, iluminação ou comunicação), rede viária e ferroviária, entre muitos outros (planimetria a 2D ou 3D). Toda a cartografia tem como referência base os princípios orientadores para a produção de cartografia vectorial da Direcção Geral do Território.

Todos os levantamentos são realizados com recurso a o sistema PPK / RTK instalado a bordo do drone, e pontos de controlo e verificação (GPS RTK), de modo a garantir uma precisão vertical de 5 a 10 cm. Os dados são entregues em formato GeoTIFF, JPG, CAD (DWG / DXF / DWFx), SIG (SHP, GeoTIFF) ou outros (ASCII, TXT, LAS, CSV).

Ortofoto RGB ou cor real

Ortofoto RGB

O ortofoto é um mosaico georreferenciado e ortorectificado de todas as imagens captadas via drone.

A resolução pode ir até aos 1-2 cm / pixel com asa fixa, e 1 cm / pixel com multirotor.

É entregue no formato GeoTIFF, JPG ou PDF.

Modelo Digital de Superfície

Modelo digital de superfície

A partir da nuvem de pontos gerada no processamento, é criado o Modelo Digital de Superfície (MDS), que contém os valores altimétricos do terreno, da vegetação, de casas ou qualquer outro objectos acima do terreno.

Modelo Digital de Terreno

Modelo digital de terreno

O Modelo Digital de Terreno (MDT) é obtido através de um classificador que elimina os objectos elevados e representa apenas a elevação do terreno, mas também linhas de quebra 3D e levantamentos de completagem GPS.

Topografia (curvas de nível)

Ortofoto RGB

Levantamento da altimetria e linhas de água (curvas de nível de 50 cm)

Nuvem de pontos X, Y, Z, R, G, B

Modelo digital de superfície

Conjunto de pontos coordenados com cota e código R, G, B.

Nuvem de pontos classificada

Modelo digital de terreno

Neste caso as classes existentes são 1) Terreno, 2) Estrada e 3) Vegetação alta